Taaaania @ 14:14

Ter, 25/09/07

Cá estou eu de volta, após um longo período de incubação de ideias parvas, estúpidas e desnecessárias. Mas, afinal, é dessas mesmas ideias que vive o meu bloguezinho... portanto, o mundo internáutico de certeza que se ressentiu desta minha relativamente longa e parva ausência...

A verdade é que não consegui mesmo ter nenhuma daquelas minhas ideias absurdas que os meus benévolos leitores (acabei de fazer uma citação de Almeida Garrett, Viagens na Minha Terra, só para vocês verem o quão o meu cérebro se desenvolveu nestes quase cinco dias!) tanto gostam... Eram 3, havia dias em que acontecia um cataclismo e chegavam mesmo a ser 4 e houve um dia em que cheguei aos 5 leitores (que loucura!) mas não sei se acredito muito nessa teoria... Agora, infelizmente, são só 2 porque um deles já desistiu; nunca mais apareci e ele teve de se virar para aqueles blogs de senhoras que efectuam trabalhos muito apreciados pelo sector masculino, se é que estão a ver do que falo...

Portanto, para ti e para ti, cá vai o meu post sobre "como-as-coisas-nem-sempre-são-aquilo-que-parecem-à-primeira-vista-e-nós-costumámos-julgar-tudo-mesmo-sabendo-que-podemos-estar-a-cometer-uma-grande-injustiça!" 

 

Primeiro o vídeo, depois as considerações:

 

 

 

A começar por agradecer à minha maravilhosa amiga Dani que me enviou esta maravilha por mail e que eu decidi publicar. Muito obrigada por teres funcionado como o meu desbloqueador mental - não sei como teria conseguido sem ti!

Como viram nos desenhos, tudo começa por uma ligeira impressão que às vezes fazemos das pessoas. Olhamos para uma determinada cara e pensamos: 'esta moça é boa gente'; ou então: 'este magano tem a mania'... Nunca falamos com eles, só roçamos ligeiramente o nosso braço nas suas camisolas mas já nos sentimos no direito de fazer estas conjecturas. O pior é quando acertamos na mouche. E a moça é mesmo porreirinha e o magano tem mesmo a mania que é bom.

Então aí, sentimo-nos verdadeiramente poderosos, como se fôssemos muito melhores do que eles e lá sai da nossa boquita o famoso 'mas quê? a mim nunca ninguém me engana'

Muitas vezes não damos oportunidade ao desenhador de cada uma das vidas que pulula no planeta Terra para revelar o desenho maravilhoso que há dentro de si. E vai daí, cometemos aquelas injustiças do costume - eu, então, sou perita a fazê-las!

Tudo isto para dizer que se, por um acaso, roçar o meu braço na camisola de alguém um destes dias, vou fazer um esforço para não fazer juízos de valor acerca do ser que se cruzou na minha vida por esses três segundos... Não vá eu pensar que se trata de uma senhora que se põe em poses menos próprias e afinal não passa de um lindo passarinho (foi o desenho que mais me impressionou no vídeo, estava mesmo curiosa para saber o que é que ia sair dali!)

Absolutamente genial! E este já deve estar a ser um dos mais longos posts que escrevi... A esta altura o meu leitor número dois já adormeceu...

 

 



mais sobre mim
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12

17
21
22

23
24



subscrever feeds
blogs SAPO