Taaaania @ 11:20

Sab, 30/06/07

Hoje é sábado, portanto significa que é dia de ir à praça com a minha mãe, logo cedo porque ela diz que levantar tarde é sinal de preguiça crónica e não pode ser, não pode mesmo...

Portanto, lá fui eu à praça com ela. Eu sei que o que vou dizer é terrível mas acabei por comprar, nos ciganos, o novo álbum de Pedro Abrunhosa. Dei um euro pela relíquia - se assim não fosse não teria oportunidade de o ouvir tão cedo. Afinal, ainda custa bastante dar quase 20 euros por um CD. E 20 euros já dá para comprar alguns tops bem giros na Bershka (e uma mulher tem que ter prioridades, evidentemente!).

Bem, tudo isto para dizer que o comprei apenas porque já ia "com o cheiro" de uma música que já conhecia. O meu pai vê a telenovela da TVI "Ilha dos Amores". Como, muitas vezes, a essa hora estou no computador, comecei a ouvir aquela música, que o meu pai também adora, e que acompanha uma das personagens da história.

Por isso, comecei a ficar encantada com a música, que é ainda mais fascinante agora que a ouvi na totalidade. Chama-se Ilumina-me e é um hino. Não tenho dúvidas que será o próximo single e, ainda com mais certezas, será o maior sucesso deste disco, porque é simples na sua essência mas profunda e luminosa, capaz de deixar  os amantes ainda mais apaixonados e os solitários com vontade de encontrar um par para partilhar!

Cá fica a letra e, claro, enquanto não houver amanhã, ilumina-me...

 

 

ILUMINA-ME


(Pedro Abrunhosa/ Pedro Abrunhosa)

Gosto de ti como quem gosta do sábado,
Gosto de ti como quem abraça o fogo,
Gosto de ti como quem vence o espaço,
Como quem abre o regaço,
Como quem salta o vazio,
Um barco aporta no rio,
Um homem morre no esforço,
Sete colinas no dorso
E uma cidade p’ra mim.

Gosto de ti como quem mata o degredo,
Gosto de ti como quem finta o futuro,
Gosto de ti como quem diz não ter medo,
Como quem mente em segredo,
Como quem baila na estrada,
Vestido feito de nada,
As mãos fartas do corpo,
Um beijo louco no porto
E uma cidade p’ra ti.

Enquanto não há amanhã,
Ilumina-me, Ilumina-me.
Enquanto não há amanhã,
Ilumina-me, Ilumina-me.

Gosto de ti como uma estrela no dia,
Gosto de ti quando uma nuvem começa,
Gosto de ti quando o teu corpo pedia,
Quando nas mãos me ardia,
Como silêncio na guerra,
Beijos de luz e de terra,
E num passado imperfeito,
Um fogo farto no peito
E um mundo longe de nós.

Enquanto não há amanhã,
Ilumina-me, Ilumina-me.
Enquanto não há amanhã,
Ilumina-me, Ilumina-me.


Tags: ,

Anónimo @ 13:05

Sab, 30/06/07

 

Muito bem, gostei muito do teu blog. Achei-o interessante e muito pessoal. Beijos e parabéns (o teu admirador secreto ah!ah!ah!)


Taaaania @ 13:14

Sab, 30/06/07

 

Ó admirador secreto, basta enviar uma vez o comentário que a "coisa dá-se..."
E vê lá se da próxima vez deixas contacto para eu te responder - eu não gosto muitode segredos!

Anónimo @ 13:07

Sab, 30/06/07

 

Muito bem, gostei muito do teu blog: achei-o muito interessante e pessoal. Por isso, continua e parabéns. Beijos do teu admirador (ah!ah!ah!)

Dani @ 13:54

Ter, 03/07/07

 

É tudo uma questão de prioridades, de facto!;)E necessidades também!Enquanto os Cd's, Dvd's, livros e afins forem considerados artigos de luxo,não há professor desempregado(«licenciado de part-time»!ai!, que tristeza)que resista ao pregão «é um euro, só um euro!»...
O «nosso» Pedro, que também ele percorreu aqueles corredores da saudosa(ou não!)FLUP, pode não ser um brilhante cantor, mas é um extraordinário escritor de letras. E esta, em especial, «Ilumina-me» a alma...
Beijinho

darksidemoon @ 23:30

Qui, 23/08/07

 

tb gosto muito dessa musica! só nao gostei quando disseram me que gostavam de mim como uma segunda de manhã antes de ir para o trabalho:P bom gosto **** ;)

mais sobre mim
Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
23

24
26


blogs SAPO