Taaaania @ 11:29

Qui, 16/10/08

De vez em quando, como quem não quer a coisa,  vêm aquelas pragas musicais maravilhosas que teimam em ficar. Uma pessoa, de início, até se deixa levar, mas depois, quando nos apercebemos, é tarde demais e são as pragas que dominam, até já não podermos mais e termos vontade de espetar uma faca nas veias para acabar com tanto sofrimento.

 

Senão vejamos. Há uns anos foi a música Jardins Proibidos. Era ver quantas vezes aquela merda do "quando amanheces..." ressoou nas nossas cabeças...

 

João Pedro Pais. Nem digo nada. Medo.

 

Depois veio o André Sardet, que agora, felizmente, anda um bocado calado.

 

Há uns tempos era o Jorge Palma, que já canta há 200 anos mas só agora conseguiu fazer uma canção comercial para encantar as tias de Cascais, os betos e os românticos de todo o país. E quando a coisa parecia estar a amainar, eis que a merda do Millenium vai buscar outra vez a porcaria da música e agora até se oferece um CD se te endividares até aos cornos com um empréstimo de 150 000 euros durante 70 anos.

 

Também já passou a fase Vanessa da Mata / Ben Harper, de quem sou fãzinha dos dois, mas de forma isolada, que a boa sorte da música já enjoa mais do que sei lá bem o quê...

 

Agora é a fase da Brandie Carlile. Ai que música bonita. Outra que tal. Que se põe aos gritos como se não houvesse amanhã a meio da música, e para aqueles que não estavam a contar, podiam apanhar o susto da vida deles e bater a bota. Tudo o que é anúncio ou produção comovente ou coisa que o valha (desde que meta câmara lenta para supostamente apelar aos corações mais empedernidos) lá está a desgraçada em altos berros. E eu, que até já ouvi o CD dela, não a vejo berrar em mais nenhuma. Até nem é muito mau. Mas lá está. Não a posso ouvir.

 

eu ando um bocado amarga. É verdade sim senhora...

 

 



In R @ 21:19

Qui, 16/10/08

 

Não referis-te a fase Tokio Hotel :P

Menphis @ 09:46

Sex, 17/10/08

 

E o pior é ouvir a RFM no trabalho onde essas pragas musicais se sentem ainda mais. Não sei o que devem sentir os locutores, aquela pllaylist é repetida todos os dias e quase às mesmas horas. Agora é o Tim que quer ir para a praia na hora das gaivotas. Lá, ainda se ouve Queen :) Bem, mais vale o Queen do que a maior praga musical de todos os tempos: Luís Represas, a figura mais execrável da música portuguesa.

O problema é que o álbum da Carlile até é muito bom, mas essa música passo sempre à frente. Já não há pachorra.

cephas @ 18:09

Qui, 23/10/08

 

God, como isso é verdade! x)

Amei este post, simplesmente. (:

mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
17

19
22
23
25

26
28
29
30


blogs SAPO