Taaaania @ 13:50

Qui, 23/07/09

Sem tempo nem vontade de escrever, mas com a memória fresquíssima ainda do mais glorioso concerto possível. Muito pessoal queixou-se da organização. Eu não tenho assim tantas razões de queixa. Já levava sandochas. O que não me fez passar horas em filas para comer uma fatia de pizza mal amanhada. Bebi bastante, mas aí não havia filas. Não fui às casas de banho porque nunca, em momento algum, vou a casas de banho públicas. Portanto também não me posso queixar das filas.

 

Como já tinha o meu bilhete desde 3 de Fevereiro (prendinha de anos dada com um mês de antecedência!), não sabia que bandas acompanhariam The Killers. E sinceramente era-me igual ao litro. Eu só queria mesmo ver o senhor Brandão e sus muchachos. Mas vá, o sofrimento foi bem grande, confesso.

Primeiro o calor. Que estava abrasador mas que, como é óbvio, não me impediu de ir para perto das grades, já a tomar posição para a meia-noite. E assim foi a torrar ao sol que vi os Bettershell, que por acaso são aqui vizinhos, mas que não deu para saborear muito - 3 músicas apenas. 

 

 

 

 

Seguiram-se os The Walkmen, que eu confesso não conhecer muito, mas que me pareceram muito deslocados. São uma banda bastante intimista, com um vocalista lindo de morrer e com uma voz muito agradável. Contudo, exigem ambientes fechados, sem dúvida.

 

 

 

Seguiu-se a Brandie, de quem detesto a voz. MESMO. Nem vou dizer o que me faz lembrar. Mas pronto, adiante. Para além disso, foi um dos maiores sofrimentos porque precisamente atrás do meu ouvido esquerdo estava uma daquelas fãs fanáticas, que gritava com ela todas as músicas. Verdadeiramente pavoroso. Apesar disso, até tem jeito para puxar pelo público. Apesar de não ter conseguido puxar por mim.

 

 

 

 

Seguiu-se a segunda melhor banda da noite. Muito bons, os Mando Diao.

 

 

 

 

E lá veio depois a maior tortura da noite. Muito gira e sensual. Ela até se esforçou por falar português e tudo, mas a moça grita em demasia. E o público estava-se literalmente a marimbar para ela. De tal maneira que um concerto com previsão de hora e meia, não durou nem uma hora. Esta gaja é uma fraude. Mas foram dela as minhas fotos mais bonitas.

 

 

 

Depois sim, a loucura. Da qual não tenho fotos de jeito. Apenas vídeos. Que também não posso postar. Primeiro porque não sei. Depois porque se ouve em demasia a minha voz a gritar. Excesso de humilhação. Mas pronto, vão ao Youtube que há lá coisa fixolas.

 

 

 

E pronto. Saltei e dancei e cantei tanto mas só me apercebi que praticamente não conseguia caminhar quando me tentei dirigir para fora do estádio. É que os meus joelhos não respondiam. Mas valeu a pena? Tudo vale a pena. Desde que seja para ver The Killers. Que espero não tardem muito a regressar. A confiar nas palavras do Florzinhas, não devem tardar mesmo. E eu lá estarei. Nem que seja no Algarve.

 

 



De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
17
18

20
21
22
25

26
29
30
31


subscrever feeds
blogs SAPO