Taaaania @ 12:35

Sex, 16/03/12

O meu sonho, enquanto dona de casa, era fazer cozinhados com o sabor da minha mãe e o aspeto de um chefe famoso. Mas não com aquelas quantidades de fazer rir qualquer um, que eu tenho um hipopótamo em potência para alimentar cá em casa. E como eu costumo dizer, aquilo é comida para pessoal que não faz nenhum. Se ao final do dia um trolha comesse aquilo, era bem capaz de cair para o lado. Portanto, sejamos realistas. Comidinha portuguesa da boa e com um aspeto apelativo é o que se quer. 

 

 

 

*ler em tom irónico porque eu não sonho nada com isto. E para além disso, o meu senhor marido come de tudo e da maneira que estiver, um santo, portanto.   


Tags: ,


Taaaania @ 12:35

Qui, 21/10/10

Ver o filme do casório, ainda integral, sem cortes, com muita seca à mistura, ainda pouco próprio para mostrar aos convidados. Mas que dá para ver o vestido da noiva muito bem, e as cenas tristes que fizemos e das quais já não nos lembrávamos. E as dos convidados também. É uma maravilha. A começar pelo facto de termos trocado as alianças na igreja e se ver o noivo aflito a ver qual era a sua afinal. 

 

 

*vá, eu confesso, é mais o meu, ele não liga nenhuma


Tags:


Taaaania @ 11:24

Seg, 18/10/10

A única coisa má é não poder voltar a usar o meu vestido de noiva.


Tags:


Taaaania @ 09:29

Qui, 23/09/10

Bem, faz realmente muito tempo que já cá não vinha. A verdade é que durante algum tempo se tornou impossível. Isto de casar tem muito que se lhe diga. Decide-se com um ano de antecedência e passam-se realmente muitos meses a trabalhar para que aquele dia saia perfeito para depois, em poucas horas, tudo acabar tão depressa que se torna frustrante. A verdade é que o meu casório foi de facto perfeito. Nada a fazer. Se fosse hoje tinha feito exactamente as mesmas opções. Devo dizer-vos que a noiva estava perfeita. O meu vestido era maravilhoso e, ou os convidados são muito falsos, ou eu ia belíssima. O noivo, claro, também não se saiu mal, embora seja sempre difícil brilhar ao lado da noiva. Mas valeu por todos os elogios que recebi, de que tinha sido um casamento inesquecível, sendo o melhor de todos directinho da minha mãe: Sabes filha, hoje foi o dia mais feliz da minha vida. Tenho o coração cheio.

Não se pode pedir mais. Estivesse lá o meu pai (será que não estava?) e tinha de facto sido o dia mais perfeito e feliz da minha vida.

 

 

P.S. A ver se com tempo vou partilhando aqui alguns pormenores. São tantos que nem sei por onde começar. E vá, a esta altura já ninguém por aqui passa. E muito menos gente interessada em saber coisas do casamento. Mas pronto, eu sou gaja, que se há-de fazer?!?!?!?

 

 




Taaaania @ 20:53

Sab, 03/07/10

A pouco mais de um mês do casório, é giro lembrar que ainda falta praticamente tudo. As alianças, os marcadores de mesa, o placard, a escolha da ementa, as ementas em si, as flores, tudo e mais alguma coisa que diga respeito à igreja (entenda-se leituras, cânticos e mesmo papelada que parece não andar), o ramo da noiva, o porta alianças, os acessórios da noiva, a escolha do penteado e da maquilhagem, as músicas para os momentos chave (não anda por aí ninguém que queira ajudar uma noiva desesperada?), as lembranças para os convidados, a organização do people nas mesas, a noite de núpcias, a despedida de solteira, o bolo, e nem sei mais o quê que só agora de fazer este exercício de memória pareço estar a entrar em pânico.

Assim basicamente tenho o vestido. Ele tem o fato. Ah! E temo-nos um ao outro.

 

 


Tags:


Taaaania @ 15:42

Sex, 04/06/10

Não estás com as tuas coisas do casamento um bocadinho atrasadas?!

Pfffffffffffffff, ela não sabe o que diz...

 

 


Tags:


Taaaania @ 22:19

Qua, 12/05/10

...que vai de lua de mel para as ilhas gregas?!?!?!?! Ah pois é...

Pronto, com isto tudo, já lhe perdoei o facto de não me ter ajudado basicamente nada nos convites, não me ter feito um pedido de casamento digno do nosso amor e não me ter ofertado um anel de noivado com milhares de pedrinhas brilhantes.

Ainda dizem que as mulheres são exigentes... Bahhhhhhh

 

 


Tags:


Taaaania @ 11:13

Dom, 25/04/10

Hoje não há porcaria de distribuição de convites para ninguém (mas será que esta coisa nunca mais acaba?). Eu hoje vou finalmente ao cinema.

 

 




Taaaania @ 12:20

Qua, 14/04/10

É só para dizer que a noiva anda radiante, porque as pessoas estão todas a adorar os convites da noiva, aqueles que o noivo não ajudou a fazer, mas que todas acham muito original e que tem tudo a ver, não só com a noiva, mas também com o noivo, porque a noiva, ao contrário do noivo, não é egoísta.  Eh, eh, eh, toma lá!

 

 




Taaaania @ 16:32

Seg, 29/03/10

Esta coisa de se ter famílias grandes é uma porcaria. Vá, pronto, no sentido em que queria ter um casamento de 100 pessoas mas a tarefa se ter tornado praticamente impossível. E depois há pessoas que eu gostaria muito de convidar e não posso porque eu sou uma mulher pobre e arranjei um noivo tão ou mais pobre do que eu. E porque já é muita gente. E porque eu quero curtir muito todos os meus convidados. Para além disso, no meu caso particular, ainda há algumas pessoas que têm de ser convidadas porque sim. Porque não posso convidar dois irmãos e deixar os outros três de fora. E depois vêem as namoradas e namorados dos primos que nem sequer conhcemos mas que nem me atrevo a dizer aos cachopos que não as podem levar. As mães fuzilavam-me com o olhar. E depois há os amigos. Os verdadeiros vão todos, evidente. Mas depois há aquelas pessoas que são mais do que colegas mas que não chegam à categoria de amigos delectos. E portanto têm de ficar de fora. E às vezes dói. A menos que as 22 pessoas que eu convidei no estrangeiro se recusem a vir. E a verdade é que apenas duas me confirmaram a não presença. E eu precisava muito de saber respostas rapidamente. Mas sei que só antes uma semana é que elas se vão dignar a responder ao meu apelo. Isto de ser noiva é muito difícil.

E depois é esta cena dos convites. É que já quase toda a gente sabe que vou casar. E eu escusava de gastar o meu precioso dinheiro e sobretudo o tempo e a paciência nisto. Eu quero ir para as ilhas gregas com o meu marido. Mas não. A menina quer ter convites personalizados. A menina lixa-se. Ele nem se digna a ajudar. Com aquelas mãozinhas eram menino para me destruir tudo em pouco tempo. A mãe ajuda com o olhar: que bonito, tens muito jeito, continua que vais longe. E a menina tem que correr. Porque este fim de semana tem de aproveitar a beleza da Páscoa para enviar logo uma catrefada de seguida e não perder tempo a andar de uma casa para a outra de sorrisinho na boca.

E depois vou precisar da vossa ajuda. Por enquanto não que as pessoas ainda não sabem o tema do casamento. Mas espero mesmo pela vosssa ajuda. Senão estou feita. Mas sobre isto falamos depois. Agora vou ali fazer mais meia dúzia de convites, sim?

 


Tags:


Taaaania @ 17:00

Sab, 27/03/10

Enquanto ele anda no futebol e no hóquei e no diabo a quatro, eu estou aqui a fazer convites de casamento.

 

 




Taaaania @ 12:28

Seg, 08/02/10

Jesus, hoje quero contar muitas coisas que parece que já não venho cá há séculos.

 

Numa altura, infelizmente, em que os óscares e os filmes em geral estão simplesmente envoltos e virados para a tecnologia, ver o INVICTUS do meu amado Clint Eastwood fez-me relembrar que não há nada mas mesmo nada que chegue a uma boa história bem filmada com grandes actuações. Nada se assemelha a este papel de Freeman que apanhou todos os tiques de Mandela, começando pela pronúncia e acabando na forma como se relacionava com o seu querido povo. E eu, que até desconheço a figura de Mandela, fiquei fascinada por esta figura que, como se diz no filme, esteve presa numa cela durante 30 anos quase sem poder abrir os braços por não ter espaço, mas que teve a nobreza de sair da prisão e perdoar todos os seus inimigos com uma nobreza de alma um tanto ou quanto difícil de imaginar que alguém possa atingir.

E depois temos este poema de William Ernest Henley (que eu sou uma mulher que pesquisa!), que atravessa todo o filme e que me tem levado a repetir vezes sem conta  I am the master of my fate: I am the captain of my soul.  

 

 

 Out of the night that covers me,
Black as the Pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds, and shall find, me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll.
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul.

 

Depois o meu lindo FCP. Que à custa de um puto de seu nome Ressurreição, Micael Ressurreição, Rúben Micael Ressurreição, fez renascer o dragão das cinzas. Agora é vê-los a cair como tordos e o dragão a espumar fogo.

 

Depois o mais importante. Ainda não tinha cá revelado mas já comprei o meu vestido. Bem, afinal as princesas existem. Ouvi os sininhos e essas coisas e claro, vou ser a noiva mais apetitosa de 2010. Não posso contar nada, que ele é um cusco do pior e depois fica a saber mais do que eu, mas pronto, deu para a minha mãe chorar e tudo. Vai ser bonito. E entretanto até não foi muito difícil de escolher. Vá, foi um desespero bem controlado.

 

Agora estamos na saga dos convites. Que já criaram muita discussão e confusão e complicação. Parece que finalmente estão na fase definitiva da preparação. Já não havia paciência para tanta indecisão e complicação. É o que eu vos digo. Quem se mete com homens acaba sempre assim. É praticamente inevitável.

 

Ah! E parece que o Gulpilhares voltou a perder. A praga pegou. É melhor abrandar o ritmo, não vão os moços descer de divisão e ele nunca mais me falar. É capaz de já ser possível parar, ele já deve ter percebido a mensagem.

 

Novo fetiche descoberto: homens que lêem o Diário Económico e ainda são fãs de futebol. (vá, esta foi só provocação...!)

 

Até agora, sem perceber muito bem porquê, ainda não tinha cá falado dos ìdolos. Sim, porque para combater a depressão do domingo à noite não há nada melhor do que aquilo. É só para dizer que o puto ontem partiu aquela merda toda.

 

E pronto, se chegaste até ao fim e prometeres que leste todas as palavrinhas sem avançar parágrafos, acabaste de ganhar um trem de cozinha em aço inoxidável. Parabéns prezado leitor!

 

 




Taaaania @ 11:02

Ter, 26/01/10

Há muitas pessoas que me dizem que já estou super atrasada. Que pelo menos já deveria ter ido a meia dúzia de casas de noivas e experimentado uma dezena de vestidos. Que já deveria ter acabado a incessante e exaustiva busca DO vestido e agora estaria descansadinha a pensar na dieta para enfiar o meu rabo gordo dentro dele.

Mas a verdade é que ainda faltam sete meses e tal.

E esta é a triste realidade: nem um! Nem uma tentativa. E pouca vontade. Talvez por já ter praticamente a certeza de que vai ser uma tarefa penosa. Isto porque comecei há coisa de dois dias (uau!) a pesquisa na net. A fazer essa maravilha que se chama: ver tendências. E vi muito pouco que me agradasse.

Claro que nem tudo é mau, mas também é bem diferente entre fotos e provas reais. Por enquanto, posso dizer que:

 

Nunca na vida

 

 

 

Por que não? (sem o véu)

 

 

 

É bem provável

 

 

 P.S. Eu avisei que este blog se ia transformar nisto...

 

 




Taaaania @ 13:33

Qui, 14/01/10

Primeiro as novidades muito boas: já escolhemos a decoração da quinta. Como devem imaginar, não posso revelar tudo. Vou dizer só metade. Uma das cores é o preto. Agora parece muito mal mas a outra compensa. É que o pessoal ainda vai passando por aqui e depois descobrem tudo antes do tempo e não pode ser. Estas são as minhas prendas para os meus leitores (sim, que tenho muitos que é por isso...) anónimos e fofinhos. Mas este passo é fundamental porque a partir daqui já todo o resto pode ser organizado, nomeadamente os convites que têm de começar a ser pensados.

 

Depois as Boas + : o Avatar é muito fixe. Em 3D claro. Não é tão estrondoso como o pintam, na minha opinião, mas é diferente e emocionante (algo complicado num filme do género). Portanto vale bem a pena o sacrifício de ter ido duas vezes infrutíferas e ter voltado para casa por estar esgotado.

 

Depois as boas: as notas têm sido maravilhosas. Uma fantástica média de 18. Não se podia querer melhor. Quer dizer, até podia mas é melhor não abusar.

 

Depois as más: a porcaria do tempo que está que me anda a meter um nojo que nem posso.

 

Agora a péssima: o exame de linguística espanhola de hoje. Eu não merecia...

 

 




Taaaania @ 12:27

Dom, 03/01/10

Na sexta feira passada fiquei com um sorriso nos lábios que me consolou a alma. Não ganhei o Euromilhões (AINDA!!!!), até porque nunca jogo, mas porque vi o programa do Goucha. Confesso que só vi a parte final e portanto não me perguntem pelos vossos, mas é o que dá ser o último dos signos.

Portanto, diz o senhor Paulo Cardoso que o signo mais beneficiado do próximo ano será Escorpião (Ele é escorpião), logo seguido de Peixes (Eu sou peixes) que, segundo o mesmo, já há muitos anos que não tinha um ano tão promissor como o ano de vinte dez será.  

E eu animei. Os últimos quatro ou cinco anos da última década foram na minha vida um pesadelo, dos quais ainda não me livrei, sabendo quase certamente que também não me livrarei deles nunca, pela profundidade das feridas que deixaram na minha alma. As palavrinhas de consolo do tu és muito forte e ultrapassaste tudo tão facilmente só podem ser brincadeiras se essas pessoas conseguissem sequer sentir um bocadinho da dor que sinto quando penso nestes últimos anos.

Mas pronto, o senhor Paulo Cardoso anunciou um início de nova década estonteante, cheia de coisas boas e eu achei por bem revelar o grande projecto da minha vida, que já foi levemente anunciado por aqui mas que poderá ter passado despercebido aos meus amores (dois ou mesmo três quando se trata de um dia bom!)

Pois a verdade é que vou casar. E o ano de vinte dez vai ser a viragem definitiva de página. Depois de quase uma década (pronto, são só nove anos completos amanhã) de muitos altos e alguns baixos de vida em comum com ele, mas cada qual na sua casinha, decidimos dar o passo em frente e avançar para a vidinha a dois.

Que começa logo com as críticas. Pois que não houve pedido. Não houve surpresa nem sequer um joelhito no chão. Não houve jóia nem uma ida a Paris como estava prometido desde o primeiro ano, quando me beijava com paixão e dizia que eu era a mulher da vida dele. Pronto, vá, a paixão mantém-se e o discurso também mas já começámos mal. Aliás, nem sequer foi dele a iniciativa. Aliás, eu é que disse podíamos casar para o ano e ele está bem, pode ser. E pronto, foi.

Ah e tal gajas que me ouvem, não deixem que se passe o mesmo convosco. Isto é um trauma na vida de uma gaja. Quando as minhas amigas me perguntaram pela jóia e pelo pedido é uma tristeza não dizer que foi depois de uma serenata na neve em plena torre Eiffel com muitas luzinhas e amor e tuditudo. Não se deixem ficar e façam como eu: PASSEM PARA A CHANTAGEM. Sim, amor, eu perdoo o facto de não haver jóia desde que me leves a um sítio paradisíaco na lua de mel, tipo, sei lá, tipo, deixa cá ver, tipo... às ilhas gregas.

Vá, estou a brincar, mas a verdade é que foi tudo exactamente assim.

Receio bem que a partir de agora este se torne um blog típico de uma gaja com as hormonas aos saltos de quem tem todo um casamento para preparar, uma cambada enorme (o Senhor Nosso Jesus Cristo que me ajude) de convidados para surpreender e uma série de ideias absolutamente geniais para colocar em prática e um noivo que só me diz sim, pode ser, depois vê-se. Só nas alianças é que se mostrou assertivo e respondeu um valente não a umas que vi. Mas o amor é lindo. E o meu poder de sedução também.

 

Agora, só para terminar e fazer inveja, que isto já fazia muito tempo que não dava novidades a sério, cá fica uma foto do farrapo velho mais extraordinário do mundo: o da senhora minha mãe (quando eu for grande quero aprender a cozinhar um bocadinho como ela!)

 

 

 

 

 

 



mais sobre mim
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Pessoal porreirinho que já pôs cá os pés
Córaxão?!
Estão nem mais nem menos do que...
online
blogs SAPO